Emoções

As emoções são como fadas ansiosas que, 
como quem nunca viu a luz do sol, 
teimam em querer sair, e emocionar.
As emoções são sentimentos enlouquecidos
acesos, como quem banhou-se em combustível
e lançou-se ao mar de sol.
Emocionar-se, no entanto, não é mal. 
É bom e mal, é inseguro; 
Imensa e profunda dor
Ou
Grande alegria que tão imensa, 
Sufoca o grito.
Tristeza louca que de tanta lágrima
Apavora a alegria.
Os sentimentos, incertos, 
não causam dor e alegria tão imensurável.
Vem e vão, vão e vem, 
Como a alegria de contar uma piada
Ou a tristeza de se ver 
Um pedinte nas ruas do Rio. 
Já as emoções… 
Imagine a alegria de dar à luz!
Ou a dor, sei bem que dor é esta
A dor da perda de um pai, um amigo, 
um amor, um irmão. 
Dor sem tamanho, sem direção
Sobe e desce, corre todo o corpo
Navega a alma: corrói o coração. 
O que consola é que após tamanha emoção
Da dor que invade o peito sem piedade
Há uma recompensa. 
Talvez pela coragem e força 
Ou talvez por algum anjo 
Ter apanhado amizade
Vem aquela emoção sem medida
Que compensa qualquer tempestade.
 
Alice Lima
Rio de Janeiro, 3 de outubro de 2008.

%d blogueiros gostam disto: