Saudade

Andei de bicicleta
Senti o vento no rosto
Que lembra o toque daquele
Que me faz entender o sentido
 Da palavra “saudade”.
Ao som das músicas
Que me fazem sorrir e chorar.

Imaginei que me quer
Se de mim não lembras mais
Se te amo, se te quero
Ou se apenas me enlouquece deveras

Saí na rua,
Olhei pra lua
Na direção
Do meu bem querer
Cadê você?
Que não está aqui
Nem parece estar
Comigo em ti?

Larga tudo
Venha comigo
Que eu preciso
Destes beijos
Daquele toque
Suave como o vento.

E mesmo errado
É certo:
Lindo, puro sincero
Este amor.

Alice Lima

Rio de Janeiro, 04 de fevereiro de 2009.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: